Contabilidade

Contabilidade e o Imposto de Renda

Para apuração do Lucro Real das empresas, a contabilidade é essencial. Um planejamento muito importante é a análise regular de balancetes, visando reduzir ou até eliminar o pagamento do Imposto de Renda por estimativa.

Esta possibilidade é prevista na legislação e permite que a empresa tributada pelo Lucro Real possa recolher o Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro somente sobre o lucro contábil ajustado pelas exclusões e adições.

Importante salientar que as despesas incorridas podem ser contabilizadas independentemente da data do pagamento, como, por exemplo, provisão do 13º salário e provisão para férias, acrescidas dos encargos sociais respectivos.

Outros procedimentos, como a contabilização de juros incorridos e variações monetárias passivas de consórcios contemplados permitirão também que os balancetes espelhem mais fielmente a realidade patrimonial, reduzindo, por conseguinte, o imposto devido.

Desta forma, cabe aos responsáveis pela contabilidade uma análise meticulosa sobre cada conta patrimonial, visando elidir, de forma lícita, o pagamento dos tributos devidos.

No caso de empresas optantes pelo Lucro Presumido, a contabilidade é uma ferramenta preciosa para analisar se esta sistemática de tributação é, de fato, a mais vantajosa. Pelo menos anualmente o contabilista deveria fazer um comparativo, baseado nos demonstrativos contábeis, para evidenciar o melhor sistema de tributação, dentro das particularidades legislativas do imposto de renda.

Conheça algumas obras voltadas a administração de tributos, utilizando a contabilidade:

100 Ideias Práticas de Economia Tributária

Planejamento Tributário

Contabilidade Tributária