Notícias e Enfoques

Mensagem para doação ao Funcriança e Fundo do Idoso

Vocês sabiam que 60 milhões da população brasileira são menores de 18 anos, sendo que 45,6% das crianças vivem em famílias pobres?

Segundo a ONU, no Brasil existem 21 milhões de adolescentes e que nascem anualmente 300 mil crianças de mães adolescentes. De acordo com o IBGE,  os idosos, pessoas com mais de 60 anos, somam 23,5 milhões dos brasileiros. Os idosos necessitam de políticas públicas específicas para preservar sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.

A realidade das crianças e adolescentes e dos idosos podem ser minoradas por intermédio de projetos sociais contemplados pelos Conselhos dos Direitos da Criança e Adolescente e do Idoso do seu Estado.

Nós, Contabilistas, podemos contribuir com essas políticas por meio de orientação para que os contribuintes destinem 3% do imposto de renda devido da pessoa física e 1% do imposto de renda devido da pessoa jurídica tributada pelo Lucro Real, sem inclusão do adicional,  para o  FUNCRIANÇA e o Fundo do IDOSO.

Site CFC – 12.04.2013.

Notícias e Enfoques

O Leão abriu suas garras, parcialmente, é claro!

Fonte: Informativo CRC

Grande conquista da sociedade brasileira – e em particular dos contribuintes deste País – foi a aprovação da Lei nº 12.594 em janeiro de 2012, que dentre outros avanços, permitiu às pessoas físicas destinar até 3% do imposto de renda devido aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente (FIA) nacional, distrital, estaduais ou municipais, em sua Declaração de Ajuste Anual do IRPF. Pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real podem doar ao FIA até 1% do imposto apurado.

Esses repasses são feitos no ato da declaração e, em ambos os casos, as doações aos fundos são integralmente deduzidas do imposto de renda devido, obedecidos os respectivos limites definidos pela legislação.

Em tempo: até 31 de dezembro de 2012, é possível destinar até 6% do imposto devido ao FIA. De 1º de janeiro a 30 de abril de 2013, data limite de apresentação da declaração das pessoas físicas, até 3%, não ultrapassando o limite de 6% do IR devido.

Não por acaso, afirmamos que “o leão abriu suas garras”. Protagonizar essa transformação é dever de todos os profissionais contábeis, pois detemos o conhecimento necessário à multiplicação de ações como esta junto à sociedade. Somos parte fundamental na evolução do exercício da cidadania e atuamos rotineiramente com a contabilidade de todos aqueles a quem, mesmo que involuntariamente, mais interessa o desenvolvimento humano e social do Brasil: a nação brasileira.